“Nem Jesus agradou a todo mundo”

download

“Nem Jesus agradou a todo mundo”.

Esta frase é repetida sempre que alguém expressa descontentamento com a reação de outras pessoas. Ela é verdadeira, mas incompleta.

De fato, Jesus Cristo não agradou a todos. Na sua caminhada terrena, muitos foram os opositores que se levantaram contra suas pregações, atitudes e escolhas.

Ocorre que Ele não agradou a todos porque jamais quis agradar. Em algumas ocasiões isto ficou muito claro. Certa vez, durante uma pregação, Jesus viu muitos dos ouvintes se retirarem insatisfeitos. Sua reação não foi a de mudar o discurso, mas a de perguntar aos que ficaram se eles também não gostariam de ir embora.

Os religiosos da sua época o acusaram de violar leis judaicas, ignorar rituais tradicionais e andar com pessoas consideradas “impuras”. Jesus os desagradava intencionalmente, afinal sua vida e testemunho confrontavam práticas e discursos hipócritas e supremacistas dos que se colocavam como juízes morais da sociedade.

Andar com Cristo significa então seguir o mesmo caminho e suportar as consequências de uma vida feita para desagradar falsos moralistas. Diante do questionamento se não gostariam de seguir a maioria, Pedro lhe respondeu com uma linda profissão de fé:

“Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.” (Jo 6:68).

Não havia em Cristo um projeto de marketing, desejo pela atração superficial de seguidores ou autopromoção política. Ele queria salvar vidas e sempre soube que não há salvação fora da verdade.

Os dias atuais são tentadores para quem busca reconhecimento e aplauso. Eles vêm através de likes, aplausos ou até mesmo na perspectiva de realização financeira. É na tentativa de agradar a todo mundo que as redes sociais se tornaram palco para vender imagens distantes da realidade: felicidade plena, sucesso profissional, corpos sarados, novas modas e opiniões dentro das caixinhas religiosas ou pseudo-morais.

Neste ritmo, um mundo cada mais hipócrita vai se construindo. E o pior: muitas vezes com a ajuda de pregações triunfalistas de líderes religiosos, promessas de sucesso material e venda de aparente pureza moral.

Um outro texto bíblico aponta para este quadro contemporâneo: “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas” (2TM 4:3-4).

Se a sua mensagem precisar se adequar ao que sua plateia quer ouvir, saiba. Você não é seguidor de Jesus. Se nem ele quis agradar a todos, por que você deseja isto?

Desagradar é, muitas vezes, uma atitude de fé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s